segunda-feira, janeiro 1

começa aqui, neste ponto ou em qualquer outro. o que conta é o instante

o desenho do horizonte não tem fim. começa aqui
e
foge,,,libertino,
ondulado em searas-do-ali…
ah,
fosse outra a luz que voa,,,além, a brincar em mim
e
o horizonte não era assim,
era gigante no sentir,
em tons de sonhos-de-arlequim...

2 comentários:

Nani disse...

gosto desta abertura de ano!!!
musica nova...pinturas novas... novas fotos.. lindas palavras!
que o ano novo te traga momentos novos dignamente vividos!!
beijinhos

Maria Alfacinha disse...

começa aqui, neste ponto ou em qualquer outro

Feliz 2007, querido amigo

porque a tranformação não tem nome, nem hora

Primeiro, pensei, com a sinceridade do instante que era o Fim, de um olhar, de um caminho, mas ( no final) o caminho não o tem, (Como um fio...